Zé de Abreu pode dividir cela com ladrões, assassinos e presos comuns, caso preso -

Zé de Abreu pode dividir cela com ladrões, assassinos e presos comuns, caso preso


Nessa semana, o ator José de Abreu ganhou as manchetes após se autodeclarar presidente do Brasil. Pela lei brasileira, tal prática pode até ser considerada crime. O presidente oficial do Brasil, Jair Bolsonaro, já anunciou, oficialmente, que vai processar o ator da TV Globo.

Enquanto isso, milhares de internautas pediram a prisão do ator, que não teria curso superior, de acordo com sua biografia presente em alguns sites, como a Wikipédia. 

Pela lei brasileira, os presos que não tem diploma universitário ficam em celas comuns. Ou seja, dividem espaço com outros criminosos, como assassinos, pedófilos e até abusadores. 

A maioria dos presídios brasileiros, no entanto,  costuma dividir os abusadores e pedófilos dos demais presos, evitando algum tipo de represália. Recentemente, o ator Dado Dolabella, por exemplo, foi preso e teve que dividir cela com os presos comuns.  O motivo é o mesmo apontado no caso de Abreu,  a falta de um diploma de nível superior, algo comum na dramaturgia brasileira. 

Biografia de José de Abreu indica que ele não tem curso superior

O ator José de Abreu, segundo a sua biografia, começou a cursar direito na década de 1960 no Sul do país, mas não teria terminado o curso. Tudo porque Abreu foi preso em congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), pertenceu à Ação Popular e deu “apoio logístico” à VAR-Palmares, Vanguarda Armada Revolucionária, um grupo de esquerda que combatia com ações armadas o regime militar. 

Com problemas para continuar no Brasil, ele se exilou na Europa e, ao voltar para o país, já na década de 1970, começou a se dedicar ao teatro. 


Like it? Share with your friends!

0

log in

reset password

Back to
log in
error: Content is protected !!