Um casal discutindo sentado em um sofá e uma escrita dizendo: não case com uma pessoa que tem estes hábitos!

Especialistas alertam: não case com quem tem estes 15 hábitos

Não precisamos ser especialistas para sabermos que quando um casal decide casar, juram um ao outro amor e respeito por toda a vida. Com isto, o momento da escolha da pessoa ideal para formar uma família é bastante importante, pois o casamento é um valioso e longo compromisso assumido pelos cônjuges.
A partir do casamento o casal deixa de viver de forma individual e, sempre que precisam tomar alguma decisão, passam a ter que consultar um ao outro para que consigam manter o relacionamento de forma saudável. A vida do casal muda completamente após o matrimônio, principalmente depois que nascem os filhos.
 
Pensando nestas questões, alguns especialistas criaram uma lista de comportamentos inadequados dentro do relacionamento, com o objetivo de ajudar os casais a observarem melhor as características um do outro para que, desta forma, evitem dores de cabeça pós-casamento.

Apesar de algumas atitudes e comportamentos parecerem aceitáveis, ao longo do tempo podem se tornar insuportáveis, fazendo com que o casamento entre em crise.

Confira:

1. Mente fechada

Há pessoas que não aceitam novas experiências e não reconhecem quando estão erradas. Conviver com alguém assim pode ser muito estressante, pois o casamento exige adaptações e quando uma das partes não está disposta a mudanças, o casal pode entrar em conflito de ideias e ter sérias dificuldades de adaptação.

2. Odeia animais

Este item pode parecer exagero, pois é normal que algumas pessoas prefiram não ter animais em casa. No entanto, é necessário ter em mente que não desejar ter animais em casa é bem diferente de odiá-los.

Alguns psicólogos e outros especialistas afirmam que pessoas que odeiam animais podem ter problemas que são difíceis de lidar. Com isto, é válido observar se a pessoa em questão é grosseira ou até mesmo violenta com animais, pois caso seja, é importante tomar cuidado para não se prender a um relacionamento com potencial abusivo.

3. Quebra regras

Quando a pessoa tem dificuldade em seguir regras, seja no relacionamento, no trabalho ou em outras áreas da vida, é um agravente. Afinal, quem não segue regras geralmente é uma pessoa sem limites e muito difícil de lidar.

4. Não cumpre promessas

Quando uma pessoa não cumpre promessas simples, daquelas feitas no dia-a-dia, qual é a garantia de que ela cumprirá as promessas e exigências necessárias em um compromisso como o casamento?

Geralmente pessoas que têm dificuldade em cumprir promessas, são pessoas que possuem traços de irresponsabilidade e, com isto, não conseguem assumir compromissos como, por exemplo, relacionamentos duradouros. Além disto, especialistas defendem que pessoas assim também costumam não contribuir com afazeres e podem até mesmo falharem na contribuição com a educação dos filhos. Portanto, esta é uma característica muito importante a ser observada antes de embarcar em um relacionamento.

5. Não tem o relacionamento como prioridade

Apesar de muitos acreditarem que este pensamento é absurdo e controlador, é importante ter cautela com quem prefere colocar amigos ou hobbies acima do relacionamento.

Afinal, no casamento um deve se entregar pelo outro de forma plena e não apenas em parte. Isto não quer dizer que o casal deva viver em uma “bolha”, mas, para um casamento durar é importante ouvir e priorizar o cônjuge.

6. Não pede desculpa

É muito difícil convider com pessoas que não reconhecem os próprios erros e não sabem pedir desculpa.

No casamento esta dificuldade aumenta ainda mais, pois dentro deste tipo de compromisso o casal precisa aprender a ceder. No entanto, de nada adianta quando só uma das partes cede, pois isto pode se tornar bastante exaustivo e desanimador.

7. Sempre pedir desculpa

Assim como é difícil conviver com pessoas que não sabem pedir desculpas, é bastante cansativo estar em um relacionamento com quem vive pedindo desculpas por cometer os mesmos erros de sempre.

É bom observar, pois há pessoas que se acomodam e pensam que é só pedir desculpas que está tudo bem. Além disso, também há aquelas que costumam usar técnicas de persuasão através dos pedidos de desculpas para ludibriar e manipular os outros.

8.  Brigas constantes

É normal haver discussões no relacionamento, mas, quando se tornam frequentes e perdem o controle, torna-se preocupante.

Brigas em excesso podem são um forte sinal de que o relacionamento não está tão saudável como deveria e pode acabar se desgastando com o tempo.

9. Conversas curtas

É importante analisar bem, pois ao tempo em que há pessoas que conversam pouco por serem tímidas, há as que não falam muito por não estarem dispostas a se abrirem. No casamento deve haver transparência entre o casal, então os segredos devem ser anulados, pois estes podem prejudicar bastante a relação. Além do mais, não há sentido firmar o compromisso de casamento com alguém a qual não confiamos ou que não tem confiança em nós.

O casamento é composto por lealdade, fidelidade, respeito, companheirismo e sinceridade. Portanto, é importante tirar tudo a limpo antes de dar um passo a mais.

10. Mentiras constantes

Todos sabem que a mentira é bastante prejudicial, em qualquer tipo de relacionamento. Mentir é o mesmo que enganar e isto não combina nada com casamento, pois a cada mentira praticada a confiança é abalada ainda mais.

Para viver um relacionamento saudável, a verdade é indispensável.

11. Excesso de ciúmes

Muitos relacionamentos abusivos surgem por conta da insegurança e excesso de ciúmes. Isto pode ser bastante prejudicial para ambas as partes e, quando o ciúme se torna algo descontrolado, pode causar danos irreparáveis.

12. Não gosta da sua família

Quando um casal se casa, casam também com a família. Logo, é importante haver respeito entre os familiares, pois a má relação com a família do cônjuge pode gerar crises dentro do casamento.

Desta forma, o ideal é que o homem respeite a família da esposa e a esposa respeite a família do marido.

13. Vício

Seja alcool, cigarro, entorpecentes, pornografia ou videogame, os vícios são a maior causa de conflitos entre os casais. Além do mais, com o passar do tempo, pode causar graves problemas de saúde, seja fisicamente ou psicologicamente.

Atenção: em casos de problemas com vícios, é indicado procurar tratamento com especialistas da área.

14. Imaturidade

O casamento exige responsabilidade e, com ela, a maturidade. Logo, casar com alguém imaturo pode ser bastante conflitante, pois isto faz com que a pessoa se torne uma espécie de filho(a).

A imaturidade desgasta a relação, pois deixa o outro sobrecarregado e muitas das vezes prejudica também a vida íntima conjugal.

15. Desrespeito

Tanto homem quanto mulher com traços abusivos e/ou violentos, devem ser evitados.

Muitos possuem a péssima mania de bater, quebrar coisas ou gritar durante um desentendimento. Isto, além de ser uma atitude extremamente imatura, também pode ser perigosa.

O desrespeito não se limita apenas a isto. Pessoas que exigem que o cônjuge faça coisas desconfortáveis, que não escutam, não deixam o outro falar ou opinar, que são controladores, que desprezam ou até mesmo menosprezam o outro, são pessoas desrespeitosas.

Há diversas formas de desrespeito. Isto deve ser observado antes de qualquer decisão, pois o respeito é um dos pilares do casamento.

Quando não há respeito no relacionamento é porque não há amor e, provavelmente, o relacionamento já tenha se tornado tóxico e abusivo.

Com isto, especialistas da área aconselham cautela com pessoas que possuem traços com potencial abusivo ou violento.

error: Content is protected !!